Brasil Recebe Investimento Recorde para Indústria Automotiva

Os investimentos na indústria automotiva alcançaram um patamar histórico. No cenário atual da economia brasileira, isso representa uma produção mais efetiva e sustentável, aumento de empregos e salários, venda de mais produtos e exportação. Segundo a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), o total de investimentos previstos no Brasil, entre 2021 e 2033, atinge a marca de R$ 125 bilhões.

O vice-presidente e ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços, Geraldo Alckmin, destacou a Nova Indústria Brasil, que promove inovação com uma Taxa Referencial (TR) para pesquisa, desenvolvimento e inovação, fixada em 4% ao ano, totalizando R$ 60 bilhões de investimentos provenientes de instituições como BNDES, Embrapii e Finep.

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, enfatizou a necessidade de aumentar a produção, reduzir custos e promover exportações, e visando uma alíquota de imposto de valor agregado menor para produtos industriais.

Os recentes aportes para a indústria automotiva beneficiam-se do contexto de crescimento da economia brasileira, que apresentou um PIB com elevação de 2,9% em 2023, superando as expectativas do mercado, e uma inflação acumulada de 4,5% nos últimos 12 meses, dentro da meta estabelecida pelo Banco Central.

Mover

Além disso, os investimentos se alinham ao programa nacional de Mobilidade Verde e Inovação (Mover), que promove a expansão de investimentos em eficiência energética e estabelece critérios ambientais mais rigorosos na fabricação de veículos. O programa também introduz o conceito de IPI Verde, reduzindo impostos para empresas que adotam práticas mais sustentáveis. O incentivo fiscal para descarbonização e cumprimento dos requisitos do programa ultrapassa os R$ 19 bilhões até 2028, convertidos em créditos financeiros.

Em abril deste ano, o Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDIC) publicou no Diário Oficial da União 23 portarias de habilitação de empresas do setor automotivo no programa Mover. Outros 18 pedidos permanecem em análise técnica. Dentre as empresas já habilitadas estão Toyota, Renault, Volks, GM, Nissan, Ford, BMW e outras, demonstrando o interesse e engajamento do setor nesta iniciativa.

Este cenário reflete não apenas o potencial de crescimento da indústria automobilística brasileira, mas também o compromisso com a inovação, eficiência energética e sustentabilidade, fatores essenciais para o desenvolvimento econômico e social do país.

Materiais relacionados

O Papel do Estado na Inovação

A relação entre poder público e privado no contexto global e no Brasil. [...]

Tipos de projetos aceitos na Lei do Bem

Conheça os tipos de projetos realizados por empresas brasileiras que podem utilizar os benefícios aceitos na Lei do Bem. [...]

Como a Minha Empresa Pode Utilizar a Lei do Bem

A Lei do Bem, estabelecida pela Lei nº 11.196/2005, é uma política brasileira que oferece incentivos fiscais a empresas que [...]

Como a Lei do Bem Apoia a Inovação nas Empresas

A Lei do Bem é um instrumento destinado a promover a inovação tecnológica nas empresas. A Lei oferece uma série [...]